• arquitetovicente

Porque contratar um profissional de arquitetura?

23.03.2022


Neste post explicamos porque é tão importante a contratação de um profissinal de arquitetura na hora de construir ou reformar.


Por Vicente Jr.

Nos dias atuais temos à disposição uma gama considerável de informações ao nosso dispor. Quando nos deparamos com alguma necessidade específica, seja ela cotidiana ou não, recorremos aos artigos de jornais e revistas, posts em redes sociais, vídeos no Youtube e às dicas do programa de tevê. A ideia é: tente resolver você mesmo. Quando se trata de construir ou reformar um imóvel, não é diferente. Munidas das informações, é comum que muitas pessoas achem desnecessário a contratação de um profissional para o projeto residencial, por, supostamente, já saberem como fazer, podendo encomendar a execução de algo baseadas nas referências garimpadas na internet, preterindo o arquiteto a despeito de sua importância subjacente.

Por outro lado, há aqueles que se afeiçoam com a ideia de contratar um arquiteto e até o veem como algo importante, porém, conectam a arquitetura como artigo de grife, privilégio para poucos, muito distante, talvez, de sua realidade. A isso, constroem uma imagem do profissional de arquitetura como o indivíduo dedicado a projetos nababescos, de casas de novelas e filmes que só os ricos e abastados poderiam contratar. Mais uma vez o profissional é deixado de lado e o proprietário do imóvel parte em sua saga para ele mesmo “projetar” e construir seu sonho.

Após a construção ou reforma de algo almejado por tanto tempo, cada centavo investido, bate perna e muito esforço, vem, de súbito, uma avalanche de infortúnios: não há conforto térmico e acústico, o lindo sofá não cabe naquele canto da parede, há menos pontos de tomadas para ligar os eletrônicos e a iluminação necessária para os estudos e as demais atividades é insuficiente. Não há um bom desempenho dos revestimentos escolhidos, o piso da banheiro ficou escorregadio demais, a iluminação natural é praticamente inexistente e acessibilidade para idosos e pessoas com deficiência é praticamente nula. A cozinha não ficou no tamanho adequado, não há aproveitamento dos espaços e o pobre cachorrinho da família ficou sem espaço para brincar, sem falar que nada combina e não agrada aos olhos. O pedreiro terá que ser chamado novamente, desta vez para corrigir o piso que ficou torto e corrigir as rachaduras da parede. O marceneiro terá de voltar, pois a linda mesa vista na revista ficou grande demais na sala de jantar. As cores escolhidas para as paredes não combinaram com demais elementos, portanto, o pintor que já cobrou caro demais, terá que voltar para pintar novamente.

Retrabalho. Gasto excessivo de dinheiro. Estresse. A economia desejada inexiste agora, além de todo o transtorno parecer nunca ter fim. Nessa hora o pensamento que orbita a mente do proprietário é: Poque não contratei um profissional de arquitetura? Infelizmente essa é a realidade de muitas pessoas.

Para lhe ajudar a compreender o quão importante é a contratação de um profissional de arquitetura, separamos alguns tópicos importantes, que, com efeito, farão a diferença pra você:


1. PROJETO: O arquiteto consegue captar as necessidades do cliente, tornando ideias desconexas ou até mesmo imaturas em algo concreto por meio do projeto (plantas, cortes, perspectivas, desenhos, etc), tendo como resultado a entrega de um produto personalizado ao cliente. Portanto, o arquiteto unirá técnica e sensibilidade, beleza e funcionalidade, conforto e sofisticação, propondo soluções eficientes, otimizando espaços que pareciam perdidos e entregando um trabalho que transmita o estilo das pessoas que vão morar no imóvel. Todas as informações coletadas são transportadas para o papel, de maneira racional e harmônica e, partir daí, o empreendimento começa a tomar forma. Se necessário, enquanto o projeto ainda está no papel, poderá ser revisado antes da sua execução;


2. DESEMPENHO E QUALIDADE DOS MATERIAIS: é um erro muito comum na construção civil, a escolha de materiais em locais não compatíveis com seu uso, resultando em desperdício de dinheiro e até mesmo em acidentes. O profissional de arquitetura tem conhecimento técnico quanto à escolha ideal de materiais e qual a melhor maneira de utilizá-los, contribuindo para evitar acidentes e diminuir os custos da obra. A qualidade do material também é outro fator importante. O arquiteto irá lhe ajudar na escolha de materiais resistentes, que durem o tempo que for necessário, evitando quebras e manutenção;


3. ORÇAMENTO: O arquiteto poderá elaborar um orçamento detalhado da obra, prevendo todos os insumos a serem adquiridos na fase de execução, algo essencial para planejamento da obra. Um orçamento bem elaborado permitirá ao cliente saber quanto será gasto em cada etapa do empreendimento, favorecendo a programação do desembolso financeiro. Por meio do orçamento o cliente saberá o quê comprar na quantidade certa;


4. PLANEJAMENTO: Item de suma importância em uma obra, sem um cronograma exequível é impossível a coordenação das atividades. Por meio de ferramentas específicas, o arquiteto irá desenvolverá um cronograma de acordo com o andamento dos serviços, de modo que possa conciliar a entrega de materiais e execução, otimizando a logística e agregando agilidade ao processo;


5. ATENDIMENTO À LEGISLAÇÃO: Infelizmente, muitos imóveis são construídos de maneira irregular, sem atender a legislação municipal no que se refere às dimensões do edifício, taxa de ocupação, recuos, gabaritos, conforto, acessibilidade etc; podendo acarretar em multas e até no embargo da obra. O arquiteto é o profissional responsável legalmente pela autoria do projeto. É ele quem desenvolverá o projeto de acordo com os parâmetros da lei de uso e ocupação do solo do município. Contratar um arquiteto para o projeto é a certeza de que sua edificação estará regular diante dos órgãos de fiscalização municipais.


6. VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL: Um imóvel feito sob medida, funcional, confortável e elegante é sem dúvidas mais valorizado do que outro construído sem personalidade, desconfortável e com problemas construtivos. Na hora da venda, o que chama mais atenção de um comprador é o edifício bonito, em que se sabe que a experiência de viver será agradável, e em que não há ali necessidades de reformas ou incrementos que possam aumentar ainda mais os gastos após a compra. O comprador tensionará a investir seu dinheiro em algo de qualidade, que lhe traga benefícios, em detrimento de um produto que lhe trará mais despesas.

#arquitetura #construção #reforma #interiores

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Saiba o que fazer para evitar surpresas desagradáveis ao adquirir seu novo imóvel. Após realizar a compra do seu tão sonhado apartamento, chega a hora em que você é chamado pela construtora para fazer